Literatura

  • A coruja, o vagalume e a estrela amada

    Autor: V A Mengui

     “Instruindo as crianças do cumprimento dos seus

    deveres para com os animais, estarás preparando-as
    para uma melhor compreensão dos seus deveres para
    com os homens”. (Cardeal Mercier)


    A temática principal, que alinha toda a trama, é a questão das relações com o meio ambiente e o respeito à ecologia, mas também procura enfocar vários outros assuntos que se constituem em
    relevantes temas que atravessam o universo de crianças e adolescentes no presente contexto social, tais como as relações de amizade, cooperação e solidariedade.


    A história toma forma a partir de diálogos que o narrador mantém com aves, insetos e outros, passa-se a configurar o enredo de uma fábula, cujo personagem principal é um vaga-lume chamado Zoé, que se apaixona por uma belíssima estrela, de forma que se sente impulsionado a abandonar seu povo e seu lugar para encontrar alguém que pode ajudá-lo em sua missão. Uma coruja, de nome Alba, considerada a mais sábia das criaturas. Sua intenção é obter dela o conhecimento suficiente para saber como se aproximar do objeto de sua fascinação. A coruja, sensibilizada com a força de tal sentimento, convoca outros personagens para colaborar.


    Entre os personagens, a narradora se descobre com o dom de se comunicar com os bichos ao escutar a conversa entre Zoé e Alba.


    Dessa forma, ela é convidada a colaborar com a viagem.

  • Histórias flutuantes

    Autor: Hilton Kutscka

    Em uma cidade onde desembarcou para fotografar sua arquitetura multicolor, ouve alguém pedir socorro em Inglês detrás das grades da janela da pequena cadeia local, e o improvável acontece.

    Nos dá a conhecer Patú Rendeira, talvez à época a mais famosa ren-deira de bilro do país, que por ter passado a vida agachada em seu ofício não conseguia mais ficar em pé.
     
    Ao longo da narrativa pessoas perdem dedos com a mesma naturalidade com que no sul e sudeste pessoas perdem o horário e, como se isso não bastasse, uma mulher  perde  a  bunda.
     
    Em um almoço com um desconhecido em um clube elegante em Feira de Santana coloca tudo em perspectiva.
     
    Ao longo dos anos um sem-número de histórias naufragou nas águas turvas do Grande Chico, estas são apenas algumas que, todavia, flutuam na mente do autor, e nos apresentam um panorama de um Brasil desconhecido para a grande maioria dos nativos do sul.
     
    Um amigo querido disse-me certa vez que nós somos da geração do plantio; não chegaremos a ver a colheita.
     
    O verdadeiro inimigo é a ignorância.
     
    Deus permita que livros como este sejam as sementes de uma nova era de conhecimento e valorização de nosso território.
     
    Pedro R. M. Chaves Neto
    Brasileiro e bibliófilo aprendiz.
  • A coruja, o vagalume e a estrela amada

    Autor: V A Mengui

     “Instruindo as crianças do cumprimento dos seus
    deveres para com os animais, estarás preparando-as
    para uma melhor compreensão dos seus deveres para
    com os homens”. (Cardeal Mercier)


    A temática principal, que alinha toda a trama, é a questão das relações com o meio ambiente e o respeito à ecologia, mas também procura enfocar vários outros assuntos que se constituem em
    relevantes temas que atravessam o universo de crianças e adolescentes no presente contexto social, tais como as relações de amizade, cooperação e solidariedade.
    A história toma forma a partir de diálogos que o narrador mantém com aves, insetos e outros, passa-se a configurar o enredo de uma fábula, cujo personagem principal é um vaga-lume chamado Zoé, que se apaixona por uma belíssima estrela, de forma que se sente impulsionado a abandonar seu povo e seu lugar para encontrar alguém que pode ajudá-lo em sua missão. Uma coruja, de nome Alba, considerada a mais sábia das criaturas. Sua intenção é obter dela o conhecimento suficiente para saber como se aproximar do objeto de sua fascinação. A coruja, sensibilizada com a força de tal sentimento, convoca outros personagens para colaborar.
    Entre os personagens, a narradora se descobre com o dom de se comunicar com os bichos ao escutar a conversa entre Zoé e Alba.
    Dessa forma, ela é convidada a colaborar com a viagem.

  • Histórias flutuantes

    Autor: Hilton Kutscka

    Em uma cidade onde desembarcou para fotografar sua arquitetura multicolor, ouve alguém pedir socorro em Inglês detrás das grades da janela da pequena cadeia local, e o improvável acontece.
    Nos dá a conhecer Patú Rendeira, talvez à época a mais famosa ren-deira de bilro do país, que por ter passado a vida agachada em seu ofício não conseguia mais ficar em pé.
    Ao longo da narrativa pessoas perdem dedos com a mesma naturalidade com que no sul e sudeste pessoas perdem o horário e, como se isso não bastasse, uma mulher  perde  a  bunda.
    Em um almoço com um desconhecido em um clube elegante em Feira de Santana coloca tudo em perspectiva.
    Ao longo dos anos um sem-número de histórias naufragou nas águas turvas do Grande Chico, estas são apenas algumas que, todavia, flutuam na mente do autor, e nos apresentam um panorama de um Brasil desconhecido para a grande maioria dos nativos do sul.
    Um amigo querido disse-me certa vez que nós somos da geração do plantio; não chegaremos a ver a colheita.
    O verdadeiro inimigo é a ignorância.
    Deus permita que livros como este sejam as sementes de uma nova era de conhecimento e valorização de nosso território.
    Pedro R. M. Chaves Neto
    Brasileiro e bibliófilo aprendiz.

     

  • E-book - Boteco do Moraes

    Autor: Reinaldo de Moraes

    "Embora ame a paixão pela Cidade de São Paulo, também sou apaixonada pela Cidade do Rio de Janeiro, apesar dos pesares, continua sendo uma cidade maravilhosa! Tive a honra, o privilégio de viver nela, pelo menos uns dez anos, tempo suficiente para conquistar muitos e eternos amigos. Por isso mesmo, fico extremamente triste, com o que há muito tempo está acontecendo com a nossa linda cidade carioca, que não só é os cariocas, mas sim, patrimônio de todo Brasil, A sensação que se tem, é que a Cidade do Rio de Janeiro, está totalmente abandonada num emaranhado de problemas sem solução, num conjunto de desmandos sem retorno, nos dá a entender que a "causa" está perdida. 

1 2 3 4
Desenvolvedor SA DesenvolvedorSA & ArpaDesign arpaDesign © Editora Nelpa | Todos os direitos reservados.